Pesquisar no site

Categoria: Blog da Promoção À Saúde

novembro de 2020

O Núcleo de Promoção à Saúde do Sepaco Autogestão oferece diversas atividades que buscam prevenir doenças e fatores de risco e também realizar o acompanhamento adequado com equipe multidisciplinar.

Estão disponíveis atividades educativas para gestantes e de acompanhamento para adultos e idosos.

Para participar, clique no botão abaixo e inscreva-se!

agosto de 2020

A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera o tabagismo a principal causa evitável de adoecimento e mortes precoces em todo o mundo, e ao longo de mais de 20 anos vem empregando inúmeras medidas para serem adotadas no sentido de conscientizar a população global dos malefícios do cigarro e incentivar os fumantes a abandonarem o vício.

maio de 2020

A COVID-19 surgiu recentemente, no final de 2019, e as pesquisas para entender os impactos do novo coronavírus em gestantes ainda estão em desenvolvimento.

Com base nos dados atuais, havendo infecção da gestante pelo novo coronavírus, espera-se que a grande maioria das gestantes tenha apenas sintomas leves ou moderados semelhantes aos observados nos casos de gripe e resfriado.

No entanto, algumas mudanças no corpo da mulher grávida podem dificultar a recuperação diante de uma doença respiratória.

Para se proteger da infecção, é fundamental que a gestante redobre os cuidados de higiene para evitar o contágio e busque ajuda médica caso perceba sintomas como febre, tosse ou dificuldade para respirar.

Como se proteger do Coronavírus?

  • Higienize as mãos com álcool em gel ou água e sabão
  • Evite tocar olhos, nariz e boca
  • Evite aglomerações
  • Cubra a boca e o nariz com a parte interna do cotovelo ou com lenço quando tossir ou espirrar
  • Faça a higienização frequente de todas as superfícies da casa
  • Siga o acompanhamento médico e busque ajuda médica caso perceba qualquer sintoma como febre, tosse ou dificuldade para respirar

A COVID-19 pode ser transmitida da mulher para o bebê?

A transmissão entre mãe e bebê durante a gravidez ou parto ainda não foi identificada. Os estudos desenvolvidos até o momento não detectaram o vírus no líquido amniótico ou leite materno. Além disso, as crianças parecem estar protegidas de formas graves da COVID-19 e são raros os casos graves descritos.

Mulheres infectadas podem amamentar?

O processo de amamentação é uma importante forma de interação entre a mãe e o bebê. Seus benefícios podem perdurar por toda a vida e estendem-se muito além dos nutricionais.

O risco de contaminação do bebê durante a amamentação existe, mas a observação das recomendações abaixo reduzem muito a chance disso acontecer. Por isso considere não privar seu bebê dos benefícios da amamentação.

Quais medidas devem ser adotadas durante a amamentação?

  • Coloque a máscara facial
  • Em seguida, higienize as mãos e as mamas antes de iniciar a amamentação
  • Utilize máscara facial durante toda a amamentação. Ela deve cobrir completamente o nariz e a boca e estar ajustada ao seu rosto
  • Coloque e retire a máscara pelos elásticos ou fitas de fixação. Nunca a toque durante a amamentação pois ela se contamina durante o processo
  • Segure o bebê diretamente pele contra pele
  • Ao amamentar, procure voltar seu rosto em sentido contrário ao do bebê
  • Somente a retire a máscara após acomodar corretamente seu bebê no berço

O que fazer caso a mãe não queira ou não possa amamentar?

Caso você não possa ou prefira não amamentar, você ainda poderá fazer a ordenha do seu leite. Ele poderá ser oferecido ao seu bebê através de mamadeira e, desta forma, os benefícios do leite humano não deixarão de ser oferecidos.

Esse processo é seguro e não há relato de transmisssão do novo coronavírus através do leite humano.

março de 2020
O QUE É?
Os coronavírus são uma grande família de vírus que podem causar doenças em animais e humanos. Em humanos, as infecções respiratórias causadas vão do resfriado comum a doenças mais graves. A doença causada pelo coronavírus descoberto em dezembro de 2019 foi denominada COVID-19.

março de 2020

Para chegar a ‘melhor idade’ com saúde, é necessário manter a mente sempre ativa, ter uma boa alimentação, praticar algum tipo de atividade física, mas principalmente tomar algumas medidas preventivas que podem evitar graves acidentes.

Um dos principais perigos para os idosos são as quedas. Os fatores contribuintes para as quedas na terceira idade são vários e podem estar relacionados ao envelhecimento, diminuição da visão, fraqueza na musculatura e alteração no equilíbrio, assim como doenças que afetam o sistema motor como Parkinson, esclerose múltipla, artrose no joelho, entre outras.

 

fevereiro de 2020

Precisamos manter nosso corpo sempre em movimento para termos uma vida saudável, mas é justamente na estação mais quente do ano que as pessoas procuram se exercitar mais. Isso requer alguns cuidados básicos tanto na escolha do exercício quanto na alimentação. Segundo a Organização Mundial da Saúde, o ideal é dedicar pelo menos 30 minutos do dia à prática de algum exercício.

A recomendação de Samantha Martin Negrini, do Núcleo de Promoção à Saúde do Sepaco, é consultar primeiramente um médico para avaliar seu estado de saúde e saber quais atividades são indicadas para você.  Desta forma, pode haver menos riscos de causar algum dano ou lesão ao organismo e ter benefícios à saúde. Samantha ressalta que, nunca é tarde para começar, mas se estiver sedentário há muito tempo, comece devagar, de maneira gradativa, regularmente e mantendo acompanhamento de um profissional de educação física.

fevereiro de 2020

O Carnaval é uma festa voltada para a folia, alegria, diversão e muita paquera. Os foliões esperam ansiosos por essa época do ano, mas o grande problema é que acabam abusando de bebidas alcoólicas, drogas e se esquecendo dos cuidados preventivos contra a propagação de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), também conhecidas como DST’s (Doenças Sexualmente Transmissíveis).

Entre as ISTs estão HPV, HIV, herpes genital, gonorreia, hepatite B e C e sobretudo a sífilis. De acordo com Fernanda Mendes, Enfermeira do Núcleo de Promoção à Saúde do Sepaco, é importante entender que o contato sexual desprotegido não é a única forma de contágio por infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) e existem outras formas como compartilhamento de seringas, agulhas, objetos cortantes como lâminas de barbear e de mãe para filho durante a gestação e parto.

fevereiro de 2020

Estamos na estação mais quente do ano, a combinação de calor e pancadas de chuva, contribuem com a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus.  É preciso estar atento e redobrar a atenção e os cuidados para evitar possíveis criadouros do mosquito.

A forma mais eficaz de evitar a doença é a prevenção! É imprescindível tomar ações simples que podem impedir o ciclo de reprodução do Aedes Aegypti, uma vez que a fêmea coloca seus ovos apenas em acúmulos de água limpa, dando vida a novos transmissores.

janeiro de 2020

Foto: Timolina / Freepik

A exposição ao sol sem proteção é a principal causa do envelhecimento e doenças da pele. Quando pensamos em cuidados com a pele no verão, logo associamos o uso do filtro solar como único meio de proteção, mas tão importante quanto o uso de protetor solar é a ingestão diária de alimentos capazes de nutrir e protegê-la contra os efeitos nocivos do sol.

Durante o verão, devemos ter uma alimentação bem variada composta por frutas, verduras, legumes e  carnes, buscando montar um prato “bem colorido” pois quanto mais cores presentes em uma refeição, mais ela será rica em nutrientes.

janeiro de 2020

Foto: jcomp / Freepik

Com as altas temperaturas do verão, nosso corpo tende a aumentar a necessidade de água. Isso acontece pois nosso organismo precisa manter uma temperatura adequada e o principal mecanismo para essa regulação é a transpiração, que faz aumentar a eliminação de água e sais minerais.
Quando não bebemos água de maneira adequada, corremos o risco de ficarmos desidratados. Fique atento aos sinais: